"Convivendo com os Animais e os Micróbios" - Oficina de Teatro

Sempre que uma criança coloca seu talento a serviço do mundo, cresce a esperança de uma vida melhor

Sempre que uma criança coloca seu talento a serviço do mundo, cresce a esperança de uma vida melhor
Sempre que uma criança coloca seu talento a serviço do mundo, cresce a esperança de uma vida melhor.

MICA 23 anos

SELECT YOUR LANGUAGE.






>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> SELECT YOUR LANGUAGE >>>>>>>>>>

Seguidores

Projeto Internacional "Arte pela Paz" 2014 português e inglês

“Arte pela Liberdade das Aves do Meu País”

Projeto Internacional “Arte pela Paz”  17ª edição

ÿ

Movimento Infantojuvenil Crescendo com Arte
Museu Florestal Octávio Vecchi

Em dezembro de 2014, será realizado o concurso de arte para crianças e jovens
do Brasil e do mundo com idades entre 4 e 16 anos.

 Professor(a)/instituição: realize uma pesquisa com seus alunos sobre o tema, tendo como objetivo o conhecimento, a valorização com base no respeito e a preservação das aves do seu país.
A maioria das aves possui dotes que maravilham o ser humano: beleza, canto e capacidade de voar. Por isso, muitas são aprisionadas e condenadas a passar toda a vida em espaços minúsculos. Além de ser uma ação cruel contra um animal, essa prática leva a um grande desequilíbrio nos ecossistemas dos quais essas aves são retiradas. Muitas espécies de aves já foram extintas e outras correm o mesmo risco.
Essa ação cruel provoca uma prática ilegal: o tráfico de animais silvestres. E só há tráfico porque existem compradores para as aves capturadas no seu habitat. Se ninguém comprar aves para aprisioná-las em gaiolas, não haverá mais tráfico.
Mas nem só aquelas que vivem na natureza são privadas de sua liberdade nessas ações agressivas. Muitas aves criadas pelo homem também são privadas de liberdade por ações nem sempre consideradas ilícitas, como, por exemplo, os gansos criados para a produção de foie gras (tipo de patê de fígado), confinados em espaços mínimos e obrigados a comer quantidades superiores à sua capacidade de ingestão para acelerar um crescimento exagerado do fígado; as galinhas poedeiras passam toda a vida dentro de uma espécie de caixa, sem espaço para poder se mover; os gansos confinados para terem suas penas limpíssimas para depois serem arrancadas sem piedade para confecção de travesseiros; as aves de belas plumagens que as têm arrancadas para a confecção de fantasias e artefatos de decoração; os pombos criados em cativeiro para a prática de competições de tiro e de rituais de magia negra; os galos criados isolados em gaiolas e estimulados à agressão para lutarem nas rinhas até a morte e que têm esporas de metal implantadas para ferirem mortalmente o adversário, ......
As aves criadas pelo homem de forma lícita, domiciliadas ou mantidas em cativeiro devem ter o direito a um espaço adequado e a uma boa alimentação e não serem submetidas a sofrimentos e a atos cruéis.

Os trabalhos deverão retratar aves que vivem nas áreas urbanas, rurais ou florestas do seu país.
Expresse a importância de essas aves viverem em liberdade para manterem o equilíbrio da natureza.
Também podem ser retratadas as aves que sofrem práticas cruéis e você pode expressar sua indignação e protesto,que podem estar expressos no título do trabalho.

No Brasil, dê preferência às aves de sua cidade, estado ou região.

Crianças e
 jovens devem ser estimulados a preservar o meio ambiente, a responsabilidade social e, acima de tudo, a paz.
Não há paz onde não há qualidade de vida.

Regulamento
 1. Escolha uma das sugestões acima ou pesquise mais sobre o tema e represente sua opinião através da arte;
 2. Envie apenas um trabalho por participante com idade entre 4 e 16 anos;
 3. Técnica: livre – desenho, pintura, sucata, mosaico, dobradura, aquarela, criações no computador etc.;
 4. Utilize papel no tamanho A4 (± 21 X 30 cm) colando-o numa base de papel-cartão (ou similar) colorido de tamanho 30 X 40 cm;
 5. Na parte de trás da base de papel-cartão, escreva em letra de forma/imprensa o título do trabalho (MUITO IMPORTANTE. NÃO DEIXE DE DAR UM TÍTULO), o nome completo do autor (NÃO ABREVIAR), idade, endereço e e-mail da instituição ou do participante (quando o trabalho for enviado individualmente);
 6. Cada escola/instituição poderá enviar até 30 trabalhos;
 7. MUITO IMPORTANTE: A instituição deverá juntar uma lista com todos os títulos dos trabalhos, nomes completos dos autores (o certificado será feito com o nome colado nessa lista) e idades e também o nome completo da escola/instituição (NÃO SE ESQUEÇA DE FAZER E ANEXAR ESSA LISTA);
 8. Serão aceitos trabalhos realizados e enviados individualmente;
 9. Não serão aceitos trabalhos realizados por mais de um participante.
Seleção
1. Haverá uma seleção prévia para a qualificação dos trabalhos que irão compor a mostra/exposição;
2. A seleção será feita por um grupo de professores, psicólogos e artistas;
3. Os autores dos trabalhos qualificados para a mostra receberão “certificados de participação na mostra”;
4. O professor, com um ou mais alunos qualificados para a mostra, receberá um certificado de “mérito cultural”;
5. Para a mostra, haverá uma nova comissão julgadora, composta de profissionais de várias áreas culturais. A essa comissão caberá escolher, entre os trabalhos qualificados, aqueles que receberão “menções ouro, prata e bronze” e “menções honrosas”;
6. A decisão do júri será tomada com base nos seguintes critérios: respeito aos itens do regulamento, adequação ao tema, originalidade e criatividade;
7. A aceitação deste regulamento implica no reconhecimento da soberania da decisão das comissões julgadoras, podendo as mesmas não selecionar o trabalho e não conferir a premiação. Das decisões não caberão quaisquer tipos de recursos;
8. Todos os autores dos trabalhos concordam, assim como seus responsáveis (pais ou tutores) e respectivas instituições/escolas, por força deste regulamento, em ceder sua imagem e de sua obra em divulgações relacionadas ao evento, sendo garantidos os direitos autorais, mas sem receber qualquer remuneração pelo uso dessas imagens;
9. Os trabalhos não serão devolvidos e poderão ser usados em outras mostras.
Data-limite para o recebimento dos trabalhos: 
31 de outubro de 2014
 Enviar para este endereço:
    Museu Florestal Octávio Vecchi
      Rua do Horto, 931 – Tremembé
     São Paulo/SP – CEP: 02377- 000 - Brasil
* * * * *
* * * * * * * * * *

“Art for the Freedom of the Birds of my Country”

International Project “Art for Peace”  17th edition

ÿ

MICA - Movimento Infantojuvenil Crescendo com Arte
 ( Youth and Child Movement  Growing with Art )
Museu Florestal Octávio Vecchi
 ( Octávio Vecchi Forest Museum )

On December 2014 the contest will be open for children and youthsaged from 4 through 16 of the entire world.

Professor - Institution: Research with your students about the subject, aiming the knowledge, appreciation based on respect and preservation of birds of your country.
Most birds have gifts that amaze humans: beauty, singing and ability to fly. Therefore, many are imprisoned and sentenced to spend the entire life in tiny spaces. Besides being a cruel action against the life of an animal, this practice leads to an imbalance in the ecosystems of which these birds are removed. Many bird species have gone extinct and several species are in danger of extinction.
This cruel action results in an illegal practice, traffic of wild animals. And there's only traffic because there are buyers for birds captured in their natural habitat. If nobody buys birds to trap them in cages, there will be no traffic.
But, not only birds living in nature are deprived of their liberty in these aggressive actions. Many birds created by man, are also deprived of their liberty by actions not always considered illegal, such as: geese bred for the production of foie-gras (liver pate) confined in minimum space and forced to eat amounts higher than its ingestion capacity to accelerate an exaggerated growth of the liver ; laying hens spend their entire life in a kind of box, without space to move; confined geese have their feathers perfectly clean only to be mercilessly torn for making pillows; birds with beautiful feathers, which are plucked for making carnaval costumes and decorative objects; pigeons bred in captivity for the practice of shooting competitions and black magic rituals; roosters bred in isolated cages and stimulated with aggression to fight in the arenas to the death and who have implanted metal spurs for fatally injure the opponent.
The birds created lawfully by man, domiciled or kept in captivity, should have the right of a proper space and good food and not undergo suffering and cruel acts.

The work should depict birds living in urban, rural and forest areas of your country.
Express the importance of these birds to live in freedom to keep the balance of nature.
Birds suffering cruel practices can also be portrayed, and you can express your outrage and protest, which may be expressed in the title of the work. 
  Children should be encouraged to preserve the environment, be socially responsible, and maintain peace.
There is no peace if there is not quality of life.
Rules
 1. Choose one of the above suggestions or search about the theme and represent through the art;
 2. Submit only 01 (one) work by participants aged between 04 and 16 years;
 3. Technique: Free - drawing, painting, scrap metal, mosaic, origami, computer creations, etc;
 4. Use A4 size paper (21x30cm) by fitting it on a cardboard (or similar) color size 30 x 40 cm, regardless of technique used;
 5. On the back of the base of cardboard, write in capital letters the title (VERY IMPORTANT TO DEFINE A TITLE), author's full name (do not abbreviate), age, teacher's name, address and email of the institution or the participant, when work is sent individually;
 6. Each school / institution can send up to 30 works;
 7. VERY IMPORTANT: The institution should attach a list of all titles of works, authors' full names and ages, and also the full name (no abbreviations) of school / institution and the full name of the professor who conducted the research   (ask for a template by       e-mail: mica.arte@gmail.com) ;
8. We will accept works sent individually;
9. We will not accept works produced by more than one participant;
10. We will not accept works that represent cruelty to human beings, animals or any other nature element, or representing citizens acting directly or indirectly in illicit activities.
11. Present your country in a peace scene or looking for the peace.

Selection
1. There will be a selection qualifying the works that go to the exhibition of the contest;
2. This selection is going to be taken by a group of professors, psychologists, and artists; 
3. Qualified work pieces for the exhibition will receive an “exhibition participation certificate”;
4. The teacher, with one or more students qualified for the show will receive a "cultural merit certificate";
5. For the exhibition, there will be a new judging panel, with professionals from various cultural areas. This commission will be responsible to choose the work that will receive the "gold, silver and bronze mentions" and "honorable mentions";
6. The jury's decision will be based on the following criteria: appropriateness to theme and materials detailed in regulation, originality, technique and creativity;
7. Acceptance of this regulation involves recognition of the decision of the jury, since it could not confer any award. The decisions can not be challenged;
8. All authors agree, as they responsibles (parents/tutors) and respective institutions, based in this document allowing the organization of this event to publish the images of the works to be used in promotional content for the exhibitions, grating rights for the authors, but without receiving any payment for use of these images;
9. The work will not be returned and may be used in other exhibitions.
Dead line for works reception - October 31st 2014.

       Submit to following address:
       Museu Florestal Octávio Vecchi
       Rua do Horto, 931 - Tremembé
      São Paulo - SP - CEP: 02377- 000
                                          Brazil

2 comentários:

  1. Que projeto maravilhoso.
    Estou encantada.
    E me sinto honrada por poder fazer parte.
    Obrigada Maria José.
    E PARABÉNS!

    ResponderExcluir